Depoimento de pais com filhos que possuem TDAH


Este post tem como objetivo, colher informações e depoimentos de pais que possuem filhos com TDAH, ou que conheçam alguém que tenha e possam trocar idéias e experiências.

*Todas as informações foram colhidas em Fóruns da Internet e redes sociais, todos os relatos são reais.

Depoimento 1:
Eu tenho uma filha de 9 anos, ela tem TDAH e tem me dado muito trabalho na escola, tanto na aprendizagem quanto no comportamento, aliás principalmente no comportamento. Hoje levei ela ao neurologista e ele passou um medicamento “Tofranil”, disse que vai ajudar bastante e na próxima semana começa o tratamento com o psicólogo. Assim, eu estou agilizando o tratamento dela e logo em seguida vou providenciar alguma coisa que possa me ajudar, confesso que às vezes me sinto totalmente sem estrutura. E ainda tem um detalhe, ela é minha filha do coração e não de ventre, eu não tenho uma ligação assim tipo, esse comportamento ela puxou de um irmão ou de um parente qualquer porque geneticamente eu não conheço ninguém aí a coisa acaba se agravando. O neuro me fez perguntas que não deu para eu responder, adotei ela com um ano e meio, já com demonstrações de que tinha algo diferente.
Mas na ultima semana ameaçaram expulsar ela da escola, não assisti aula, atrapalha os colegas, não deixa a professora dar aula e lógico não aprende nada. Agora vou esperar para ver se o remédio ajuda

Depoimento 2:
Meu filho tem o Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade. Já desconfiávamos já alguns anos, porém só com 7 anos completos é que foi oficializado pela neurologista pediátrica. Estamos aliviados, pois ele iniciou o tratamento com o medicamento Ritalina e já observamos melhoras em seu comportamento quando falamos em impulsividade, falta de concentração e hiperatividade.
Só quem sabe das dificuldades que este transtorno traz à vida familiar e acadêmica é quem possui algm membro da família com isso. É muito desgastante e li todos os depoimentos daqui e passei por tudo um pouco.
Para àqueles que têm interesse em saber mais sobre o assunto e seus sintomas recomendo a leitura da obra do neuropsiquiatra Paulo Mattos (No mundo da lua) e o site www.tdah.org.br (nesse site tem um parecer jurídico CLIQUE AQUI o qual a Associação Brasileira de Déficit de Atenção -ABDA- solicitou a um escritório de advocacia no intuito de informar o dever da escola em dar suporte aos alunos com algum tipo de necessidade especial. Relato isso porque sou uma advogada e entreguei esse parecer a escola do meu filho. Ajudou bastante. Caso algum pai esteja se sentindo intimidado com alguma escola, imprima esse parecer e entregue ao responsável da escola).
Infelizmente existe um tabu e um preconceito muito grande a respeito do TDAH. Meu filho sofreu muito por conta disso e minha missão é multiplicar informações sobre esse transtorno.
Indico alguns vídeos ótimos que falam sobre o tema em questão. O primeiro, é uma matéria do globo repórter CLIQUE PARA VER O VÍDEO e o segundo, uma entrevista com Marília Gabriela e o neuropsiquiatra Paulo Mattos CLIQUE AQUI PARA VER O VÍDEO.
Flávia Galvão.

Depoimento 3:
Escola Pesadelos dos TDAH. Descobrimos o TDAH no ano passado, através da psicóloga da escola que me indicou tudo. Apos diagnosticado, a vida dele na escola (hoje com 12 anos) virou um pesadelos só tirava a nota mínima não fazia as tarefas de casa por completa, só queria conversar atrapalhar na sala de aula, enfim, até começar o tratamento ele voltou a ser normal. Conversei muito com ele e ate as notas melhoraram um pouquinho e sempre com apoio de uma professora em casa. Mesmo assim toda a escola virou as costas pra ele, reprovaram ele pela primeira vez e não fizeram questão de que ele continuasse na escola, foi horrível deram as costas pra ele. Troquei ele de escola agora vamos ver no que vai dar, essa nova escola já está a par de tudo e  tem uma boa visão do meu filho, isso é muito importante e me deixa mais tranquila! Bom, fora isso ele é super normal , muito inteligente, muito carinhoso não é agressivo nunca. Só é muito curioso, ansioso e tagarela, não para quieto, sé quando esta a frente do video game e do computador, mas o médico dele disse que o video game e o computador são bons pra ele, desde que primeiro ele cumpra as obrigações como tarefas de casa e de escola.

Depoimento 4:
Pessoal, a neurologista do meu filhome entregou um laudo atestando que meu filho é portador do TDAH associado ao TOD. E me instruiu a entregar esse laudo à escola. Entreguei ao diretor e coordenadora da escola não só isso como também materiais pedagógicos direcionados aos educadores sobre o tema TDAH que a neurologista me entregou. Meu filho, hoje com 7, sofreu muito nestes 2 último anos na escola. Principalmente em relação aos colegas que excluíam ele porque ele só fazia atrapalhar. A escola nunca se mostrou contra o meu filho, porém deixei claro para eles o dever constitucional que AS ESCOLAS (sejam públicas ou privadas) de acolherem crianças com necessidades especiais e nosso filhos TDAHs são sim portadores de necessidades especiais porque tem que ter atenção especial das professores e metodologia de ensino diverso dos demais alunos na escola. Apesar de serem crianças altamente inteligentes, eles por serem “hiperativos” não CONSEGUEM parar e ouvir.
O que quero passar é que nenhum escola pode excluir nenhum aluno seja ele especial, normal, deficiente,etc. Infelizmente isso acontece e muito pelos relatos que muitos deixam aqui. Denunciem ao MEC de suas cidades a postura preconceituosa da escola. Não deixem isso barato! Você podem pensar que não vai dar em nada, mas estão enganados. Consigam da escola todo tipo de documento, declaração suspeita que esta possa ter feito com seus filhos. Caso seja provado que a escola esta ou estava excluindo algum aluno portador TDAH, os pais podem ingressar com ação de indenização na justiça contra a escola.

Depoimento 5:
O meu filho tem grandes dificuldades em aprendizagem, muito grande mesmo, tanto que ele está com 11 anos e ainda está na terceira série. Em casa ele dá muito trabalho também, é muito agressivo, enfrenta e provoca, mas na escola não tenho nenhuma reclamação quanto ao comportamento dele, pois está medicado e em casa não medico ele, ele toma Ritalina antes de ir pra escola. É um menino praticamente sem amigos, não se enturma nas brincadeiras, está sempre atrás da professora e de auxiliares quando está na escola.

E você, também possui um filho com TDAH? Caso queira compartilhar seu depoimento, poderá utilizar o formulário de comentários abaixo, que com certeza será publicado no artigo.