preload preload preload preload

Você sabe o que é Numismática? Exposição gratuita em SP aborda o assunto até o final de dezembro


6th December 2012 Curiosidade Comente!


Desde que o homem deixou de ser nômade e aprendeu a cultivar alimentos e a domesticar animais para o seu sustento, passou a ter a necessidade de viver em comunidade para que pudesse de defender de animais selvagens e outros perigos externos.

À medida que as comunidades cresciam, surgiu a necessidade das pessoas realizaram a troca de produtos e serviços, o chamado escambo, trocando-se lenha por uma galinha, por exemplo. Porém, com a evolução da humanidade, o escambo não era mais suficiente para atender a demanda da população, que passou a trabalhar e a contar com algo que pudesse facilitar aquisição de bens e serviços: foi assim que nasceu a moeda.

No início, ela surgiu em diversas civilizações, em maneiras distintas para representar o seu valor, como: o ouro, a prata, conchas e o sal- sendo que a palavra “salário” deriva do mineral, que na antiguidade serviu por muito tempo como moeda de troca.

Foi em meados dos anos 2000 a.C. que surgiram as primeiras moedas metálicas, porém ainda sem padronização, sendo que eram pesadas para conferir a sua autenticidade. Foi somente no século VII a.C. , mais precisamente entre os anos de 535 a 510 a.C que surgiu a Dracma de Atenas, na Grécia Antiga, moeda confeccionada por peças metálicas cunhadas por uma autoridade para que tivesse a finalidade servir de dinheiro, ou seja, para que pudesse ser utilizada para realizar transações comerciais (compra e venda), bem como pagamentos de dívidas.

Dessa forma, foi a partir do dracma da Antiga Grécia, que o modelo da moeda semelhante às que circulam até hoje foi difundido em todo o mundo. Assim como o selo, as moedas passaram a expressar a identidade de cada país em que circula, já que costuma estampar figuras de personalidades locais e símbolos de sua cultura.

Pelo fato de ilustrarem elementos de variadas culturas e a evolução das tecnologias para a sua confecção, as moedas tornaram-se importantes elementos para estudar a história da humanidade, sendo que em todo o mundo, existem profissionais que se dedicam a estudar moedas que circularam nos mais variados países e épocas: os numismatas.

O numismata tem a função de analisar as moedas através de métodos distintos com o objetivo de buscar nelas diversas informações. Ao longo do processo, o profissional utiliza os conhecimentos que adquiriu por meio do estudo de outras disciplinas, como a economia, metrologia, história, noções de processo de metalurgia, simbologia, entre outros campos do conhecimento.

No Brasil, a numismática passou a ser estudada a partir do século XIX, seguindo os estudos europeus, sendo muito difundida pelos aristocratas. Atualmente existem sete associações distribuídas em diversos estados brasileiros, como São Paulo, Rio Grande do Sul e Rio de Janeiro voltadas ao estudo da numismática.

Exposição em Santo André (SP) sobre numismática

Para quem deseja conhecer um pouco mais sobre o assunto, em comemoração ao Dia do Numismata, celebrado no dia 1º de dezembro, a Prefeitura de Santo André, cidade da Grande São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, realiza do dia 03 a 31 de dezembro de 2012, a Exposição Numismática Anselmo Picolli, no Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa.

Na mostra, os visitantes poderão conferir diversas peças do acervo do numismata, além de obter diversas informações sobre o tema. A entrada é gratuita. Trata-se de uma excelente opção de passeio para as crianças em férias.

O Museu de Santo André Dr. Octaviano Armando Gaiarsa fica na Rua Senador Fláquer, 470, no Centro da cidade. Para mais informações, ligue para (11)4438-9111 ou acesse: http://www2.santoandre.sp.gov.br/page/115/34

Por Selma Isis





  • Deixe seu comentário

    * Campo obrigatório
    ** Seu e-mail não será revelado