Verão: Calor atrai pragas urbanas; veja como eliminá-las


O verão se aproxima, e com ele, surge um velho problema em muitas residências: a proliferação de pragas urbanas, como as baratas, ratos, formigas, traças e cupins. Se durante o frio esses animais se mantém recolhidos, passando a impressão de que não se encontram pela casa, agora, surgem aos montes, atrás de comida. Para evitar dores de cabeça, a melhor alternativa é dedetizar a casa.

Ao contrário do que muitos pensam, nem todo veneno usado para o controle das pragas possui odores fortes. Segundo especialistas, o produto só possui cheiro forte caso seja elaborado à base de solvente orgânico, porém, os venenos mais modernos são elaborados à base de água, sendo tão eficazes quanto os convencionais, só que com odores mais agradáveis.

Outro receio que as pessoas têm sobre usar os serviços de dedetização diz respeito a manchas. Isso acontece porque muitas pessoas acreditam que os insetos morrem afogados e exageram na quantidade de veneno aplicado. Porém, basta apenas ter uma película do produto, pois o bicho morre pelo contato.

De acordo com especialistas, o que realmente mancha móveis, tecidos e paredes é utilizar o produto em excesso. Por isso, uma dica para evitar manchas de dedetização no local é não aplicar o produto em pisos que tenham recebido recentemente algum tipo de acabamento, como o verniz tipo sinteco.

São utilizadas diversas técnicas na dedetização, de acordo com o tipo de praga existente na residência. Independentemente do tipo escolhido, é preciso tomar os mesmos cuidados: crianças, gestantes, idosos, pessoas alérgicas e animais domésticos devem sair da residência durante a aplicação do veneno e retornar somente de quatro a 24 horas depois, conforme o caso.

Confira a seguir os métodos para controle das pragas urbanas mais comuns:

Descupinização:

-Pó Químico: Aplicado em conduítes infestados;

-Iscas: Costumam ser colocadas em locais estratégicos dentro de casa, como em rodapés e batentes;

-Barreira Química: O método tem como objetivo bloquear o acesso dos cupins na residência;

Desratização:

-Pó de contato: Aplicado na trilha do rato, e adere aos pelos do animal, que morre quando ingerir o veneno ao se lamber;

-Grãos: São sementes de Girassol nas cores verde ou azul que possuem veneno, colocadas em armadilhas que possuem placas adesivas para prender as patas do animal;

-Bloco parafinado: Indicado para as áreas externas da residência, por ser mais resistente à umidade. Possui iscas envenenadas em seu interior;

Dedetização:

Para traças:

-Fumigação: Borrifa-se veneno nas traças semelhantes a um casulo, já que, de dentro delas, sai um inseto voador;

-Micropulverização: Método usado somente para eliminar as traças em roupas e livros;

Para insetos rasteiros, formigas e baratas:

-Pó: Esse tipo de veneno é aplicado em conduítes ou em motores de eletrodomésticos, como geladeiras;

-Gel: Aplicado em pontos estratégicos, onde não é realizada a micropulverização;

-Micropulverização: O veneno é pulverizado por maio de uma máquina, que não costuma levantar uma grande nuvem de veneno. Já o odor irá depender do tipo de veneno escolhido, sendo que os elaborados à base de água não possuem cheiro forte.

Vale lembrar de que antes de contratar uma empresa dedetizadora, confira se ela possui licença da Vigilância Sanitária estadual, bem como utiliza produtos com registro no Ministério da Saúde, se conta com um responsável técnico para assinar o laudo, além de possui endereço fixo, já que nesta época do ano, surgem muitas empresas clandestinas.

Por Selma Isis