Dieta dos 17 dias: Confira seus pontos positivos e negativos


Com a proximidade do verão, quem pretende ir à praia nas férias e não está satisfeito com o seu corpo costuma iniciar uma dieta e intensificar as atividades físicas. O problema é que para alcançar esse objetivo, normalmente iniciam por conta própria, deixando de ingerir nutrientes importantes e colocando a saúde em risco.

E se existe algo que é tão comum quanto os óculos escuros e protetor solar no verão, é, sem dúvidas, a dieta da moda. Volta e meia surgem métodos ditos “infalíveis”, que prometem emagrecer muitos quilos em pouco tempo.

A internet costuma ser o meio mais propício para a propagação das dietas, que podem ser encontradas facilmente e para todos os gostos. Uma das dietas que vem sendo muito procurada durante o verão é a Dieta dos 17 dias, que promete emagrecimento rápido.

A dieta dos 17 dias é tema de um livro que está fazendo sucesso nos Estados Unidos e chegou às livrarias brasileiras em julho deste ano. A obra, que fornece cardápios elaborados justamente para promover um emagrecimento rápido, ficou por mais de 20 semanas na lista dos mais vendidos daquele país.

A dieta é composta por quatro ciclos de 17 dias. Em cada fase, existe uma regra diferente a ser cumprida. Na primeira, por exemplo, todo o carboidrato fica retido, como se o corpo recebesse um choque, o que provoca a rápida perda de peso.

Nos dois ciclos seguintes, são acrescentados mais alimentos no cardápio, para que o metabolismo não se acostume com aquela rotina. Na última etapa, a pessoa fica livre para ingerir alimentos mais calóricos aos finais de semana. A meta é que, a partir daí, é manter o peso já conquistado por meio da prática de exercícios.

E é a atividade física justamente um dos benefícios que as pessoas que passaram pela dieta dos 17 dias apontam como diferencial, já que ela serve como um “empurrão” para fazer com que busquem mais qualidade de vida. Vale lembrar sempre de que se deve consultar um médico especialista antes de realizar qualquer tipo de dieta, já que o organismo de cada indivíduo possui necessidades nutricionais diferentes.

Confira os prós e contras da Dieta dos 17 dias:

Vantagens:

-Rápida perda de peso;

-No último ciclo, a dieta possibilita comer aos finais de semana, de forma moderada, alimentos “proibidos”;

-Com o passar dos dias, mais alimentos são inclusos na dieta;

-A variedade na rotina da dieta faz com que o metabolismo acelere, o que ajuda na perda de peso;

-A pessoa não passa fome por comer mais ovos e carnes.

Desvantagens:

-É difícil realizar os quatro ciclos da dieta sem desanimar;

-Os primeiros 17 dias são os mais complicados, pois existe uma mudança brusca nos hábitos alimentares;

-A falta de carboidrato no organismo reduz a serotonina (neurotransmissor responsável belo bem-estar), que deixa a pessoa mais irritada;

-Por tirar 100% dos carboidratos no primeiro ciclo, a pessoa sentirá mais fome;

-A maior perda corporal é de líquido. Assim, caso a pessoa não mude seus hábitos alimentares, a tendência é de que ela engorde mais rápido depois.

Sugestão de Cardápio:

Café da manhã:

-Um iogurte desnatado sem açúcar;

-Uma fruta;

-Um ovo cozido

Lanche da manhã:

-Frutas

Almoço:

-Suco natural;

-Uma porção de legumes (chuchu, berinjela, abóbora, etc.);

Lanche da tarde:

-Suco natural;

-Uma pequena porção de queijo magro

Jantar:

-Suco natural;

-Uma porção pequena de carne magra (filé de frango ou peixe);

-Uma porção de legumes;

-Salada