Espirulina: Alga pode ajudar no processo de emagrecimento


Alga Espirulina ajuda no processo de emagrecimento

Com a proximidade do final do ano e do verão, muitas pessoas passam a correr contra o tempo para entrar em forma para usar biquíni ou sunga na praia. E na busca do peso ideal, partem para diversos métodos, em especial dieta e exercícios físicos.

Porém, grande parte das pessoas ainda prefere emagrecer sem fazer esforço, e, de preferência, por meio de remédios e cápsulas “milagrosas”. Volta e meia surgem substâncias emagrecedoras da moda, que prometem o emagrecimento rápido e sem esforço.

Dentre as cápsulas do momento está a espirulina, espécie de alga que pode ajudar no emagrecimento por dar a sensação de saciedade e reduzir o apetite, entretanto, especialistas ainda divergem sobre a sua utilização.

Endocrinologistas apontam que ainda não existem evidências que possibilitam afirmar com certeza de que a espirulina ajude no emagrecimento. O que existem são pesquisas que mostram que ela reduz o colesterol e pode ser utilizada como suplemento nutricional, combinada com exercícios físicos.

A substância também proporciona certa saciedade, o que faria a pessoa comer menos e por consequência, emagrecer. E é justamente esse efeito oferecido pela espirulina que possibilita a perda de peso.

Segundo nutricionistas, a alga é uma excelente fonte de proteínas. O aumento nos níveis de aminoácidos no sangue, estimula a liberação de hormônios que fornecem essa sensação de estar saciado e, consequentemente, reduzir o apetite.

Dessa forma, para os especialistas da área, a espirulina pode ajudar as pessoas que estão em dieta para emagrecer. Se for usada em conjunto com a reeducação alimentar e a adoção de hábitos saudáveis, a alga ajuda na perda de peso, trazendo benefícios como a redução do colesterol ruim, o LDL, além de aumentar o bom colesterol, o HDL, além de reduzir a pressão arterial  e fortalecer o sistema imunológico.

Segundo especialistas, é comum as pessoas procurarem produtos fitoterápicos para emagrecer, mas de nada adiantam se não forem acompanhados por dieta. Na falta dos inibidores de apetite, as pessoas procuram especialmente opções fitoterápicas para perder peso. Porém, é preciso aderir a uma dieta prescrita por um especialista, além da prática regular de atividades físicas.

Importante ressaltar de que a espirulina foi testada e aprovada para consumo humano e que, somente aliada a outras algas pode provocar malefícios à saúde. Isso acontece porque existem estudos científicos que ilustram que, se ela for contaminada por outras algas, pode provocar complicações hepáticas.

Vale lembrar de que os especialistas recomendam o uso moderado, além da importância do acompanhamento de um profissional, já que assim como qualquer alimento ou substância, a espirulina precisa ser consumida com moderação para que ofereça os efeitos esperados.

Por Selma Isis