Dia das Crianças: Confira cada etapa da infância de seu filho e as brincadeiras adequadas a cada idade


Imitar a vida adulta é uma das maneiras mais sadias de uma criança compreender o mundo em que vive, observando o mundo ao seu redor e o que incorpora os modelos sociais. Inicialmente se trata de apenas um exercício de dramatização, de situações vividas pelos adultos e captadas pela criança, porém ela brinca com suas emoções e sentimentos, buscando entender e elaborar o que optou para representar.

Entre fadas, feiticeiras, dragões, guerreiros, duendes, entre outros, o grande teatro elaborado pelas pequeninas mãos que manipulam os brinquedos abre espaço para a criatividade. E a ajuda dos adultos não pode ser deixada de lado, pelo contrário, já que os pais que propiciam momentos de brincadeiras imaginativas oferecem à criança a possibilidade de elaborar histórias que se enriquecem com o passar do tempo.

Isso acontece porque brincar de “faz-de-conta”, por exemplo, traz muito mais benefícios para a criança do que ficar sentada em frente à TV assistindo desenho, já que quando ela visualiza o desenho, recebe um aglomerado de sons, cores e imagens. Ao brinca e imaginar, a criança cria e recria, estimulando a criatividade e realizando representações, sendo uma atividade que por si só, já é terapêutica.

Confira a seguir as fases de imaginação das crianças e os brinquedos e atividades adequados a cada faixa etária:

Até os três anos:

Nessa fase, os bebês realmente acreditam que os brinquedos e objetos têm vida. Não é à toa que se divertem tanto com uma conversa entre colheres na hora da refeição, por exemplo. Os pequenos nessa idade, descobrem novas sensações no contato com objetos variados, como liso e áspero, quente e frio, os sons produzidos, entre outros.

Os adultos são fundamentais nesse período, pois são eles que irão estimular a brincadeira e o seu desenvolvimento. Especialistas recomendam abusar das peças para empilhar ou para encaixar estimulando, assim, ações motoras, desafios e exploração do ambiente.

Sugestão de brinquedo: Nova Mesa Bilíngue, da marca Fisher Price. Com personagens interativos que estimulam o aprendizado, a criança aprende tanto em inglês como em português, conhecendo as cores, formas, letras e as primeiras palavras. Custa a partir de R$ 314,10 nas Lojas Americanas: www.americanas.com.br

Dos três aos cinco anos:

As brincadeiras passam a se desenvolver junto com as crianças, com histórias com mais ação e sentido. Cenários começam a ser montados para que a brincadeira aconteça. Nessa fase, as crianças sentem a necessidade de utilizar objetos da casa para compor suas fantasias.

Sugestão de brinquedo: Riva Chef Completa, da marca Calesita. Mini-cozinha, para compor as brincadeiras de casinha das meninas. Custa a partir de R$ 139,90 nas Lojas Americanas: www.americanas.com.br

Dos seis aos oito anos:

Nessa fase as histórias têm mais sentido, sendo coerentes e com finalidade, trazendo temas como raiva, amor, guerra e medo para as histórias. Trata-se do período em que os personagens favoritos ganham uma grande importância, a típica fase de imitação, quando a criança troca rapidamente de um herói para outro.

Sugestão de brinquedo: Boneco Batman Super-heróis, da Lego: a partir de R$ 67,10 no Walmart: www.walmart.com.br

Acima dos oito anos:

A imaginação passa a ganhar importância como aventura real, já que as crianças querem emoção. É a fase em que os amigos imaginários se vão e vêm os amigos reais.

Sugestão de brinquedo: Jogo Cara a Cara, da Estrela. Custa a partir de R$ 49,90 no Magazine Luiza: www.magazineluiza.com.br

 Por Selma Isis