Orientação Profissional: Ajuda estudantes a direcionar sua carreira


Estamos em plena temporada de inscrição para os exames vestibulares mais concorridos, mas, assim como todos os anos, grande parte dos candidatos continua indecisa. Alguns não têm ideia do que pretendem fazer na vida, outros gostam de tudo. A decisão, que possui extrema importância, costuma ser tomada normalmente em cima da hora pelos estudantes.

E, para complicar ainda mais a situação dos jovens que estão concluindo o Ensino Médio, o número de opções de carreiras parece infinito. Segundo dados do Ministério da Educação (MEC), existem 685 opções de cursos de graduação catalogados no Brasil. Somente no estado de São Paulo, existem mais de 400 instituições de ensino superior.

Inicialmente a missão de definir o seu futuro profissional pode parecer impossível, porém, pode ser facilitada por meio de orientações vocacionais. Importante ressaltar de que não adianta acreditar de que um simples teste irá resolver todos os seus problemas.

Para que a orientação vocacional seja realmente eficaz, a orientação deve ser realizada com tempo e contar com acompanhamento de profissional qualificado. Em geral, no final do ano, as clínicas de psicologia costumam lotar de adolescentes interessados nessa orientação. O problema é que muitos estudantes estão interessados em uma fórmula mágica, porém a escolha da carreira a ser seguida deve ser feita de maneira consciente e reflexiva.

Especialistas apontam que os questionários de orientação profissional ajudam a direcionar o jovem para algumas áreas de interesse, mas que se forem aplicados sozinhos, não possuem utilidade. Isso acontece porque, mais do que apontar um curso, a orientação vocacional atua em um projeto de vida integrando as preferências e valores individuais.

Dessa forma, para ajudar o estudante na escolha de sua carreira profissional, os orientadores profissionais são unânimes: escolhe melhor quem está bem informado. Dessa forma, é importante que o estudante procure ler sobre a área profissional que aprecia, informar-se sobre as profissões, conhecer o currículo das carreiras que o interessam, visitar universidades e assistir a aulas dos cursos que estão entre suas opções.

Antes de tomar uma decisão, é importante que o estudante conheça a realidade no mercado de trabalho da profissão desejada, além de entrevistar um profissional da área. Além disso, o papel dos pais é muito importante nesse momento em que passam os jovens.

A família pode não decidir pela escolha da profissão do estudante, porém podem auxiliá-lo a conhecer melhor a profissão em que pretende seguir. Existem diversas áreas possíveis de formação e vários direcionamentos dentro delas.

Outra dica de orientadores profissionais é de conferir as avaliações dos cursos e das instituições de ensino, que podem ser vistas no site do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais): www.inep.gov.br

Importante ressaltar de que mesmo contando com uma orientação profissional e seguindo as recomendações do especialista, é possível se enganar. Nesses casos, os profissionais da área recomendam que é melhor largar um curso no último ano do que insistir em uma carreira que não irá fazer a pessoa feliz.

A profissão inicia com a faculdade, mas não se encerra com a escolha do curso. Atualmente se fala muito em construção de carreira, onde a pessoa vai modificando a sua forma de atuar, já que nossa vida está em constante mudança. O importante é escolher o caminho certo que cada um deseja percorrer para alcançar aquilo que deseja.

Confira alguns sites que oferecem informações e testes vocacionais para estudantes que irão prestar vestibular:

www.mundovestibular.com.br

www.ciee.org.br/portal/estudantes

www.sejabixo.com.br

www.guiadoestudante.abril.com.br

Por Selma Isis