Nutricionistas dão dicas para escolher o pão nosso de cada dia corretamente


Quando vamos ao supermercado para fazer compras, sempre ficamos muito indecisos na hora de escolher o pão para o nosso café da manhã. Isso acontece porque temos a impressão de que a cada dia surge um pão diferente, já que o mercado oferece dezenas de opções de pães integrais, com iogurte, com grãos, light, entre outros.

Dessa forma, fica cada vez mais difícil escolher o pão ideal. Especialistas apontam que antes de tudo, é preciso descobrir quais são exatamente os nutrientes que o seu corpo precisa para optar pelo pão adequado ao seu tipo de dieta.

Um dos pães cada vez mais procurados é o Pão Light, o que segundo nutricionistas, os consumidores têm a impressão de que o termo “light” está relacionado ao emagrecimento. Porém, especialistas advertem que, para o alimento ser considerado “light”, é preciso que ele tenha redução de 25% em pelo menos um de seus ingredientes em comparação à fórmula original, não precisando ser especificamente em calorias.

Segundo a nutricionista Vanderli Marchori, isso quer dizer que a pessoa não irá emagrecer necessariamente caso troque o pão convencional pelo light, mas se a pessoa precisa controlar a sua pressão, ela pode optar por um pão que conte com 25% a menos de sódio, ou então para controlar o colesterol, pode escolher um pão que possua 25% menos gordura.

No caso do pão integral, ele possui mais nutrientes, como : vitaminas do complexo B, proteínas, fibras, sais minerais e gorduras, presentes na casca e no gérmen dos grãos de trigo, que são triturados inteiros no processo da fabricação da farinha de trigo integral, ao contrário da farinha refinada convencional, que no processo de fabricação exclui essas duas importantes fontes de nutrientes.

Por conter mais fibras e nutrientes do que os pães elaborados com farinha de trigo refinada, o pão integral prolonga a sensação de saciedade, o que colabora no emagrecimento. Além disso, como o alimento é rico em fibras, melhora a digestão e o funcionamento do intestino.

Por fim, temos o a principal novidade nas gôndolas dos supermercados, que é pão com grãos, sendo que podemos encontrar no mercado produtos com diversas quantidades de grãos, desde sete até 15. A nutricionista ressalta que a quantidade de grãos no alimento não importa, o que realmente interessa são as características e qualidade de cada grão.

Segundo a nutricionista, dentre os diversos grãos encontrados nesse tipo de pães, destacam-se: a semente de linhaça, que possui componentes anticancerígenos e antioxidantes, auxilia no sistema digestivo e melhora o aspecto da pele, bem como possui ômega 3, nutriente que ajuda a limpar as artérias; a quinua, que ajuda a acelerar o metabolismo, a manter e recuperar os músculos e a aveia, que melhora a concentração, controla o açúcar no sangue e a pressão arterial, melhora o funcionamento do intestino, combate infecções e reforça o sistema imunológico.

A  nutricionista aponta que o que todos os pães têm em comum é o carboidrato, nutriente que gera a energia para realizarmos nossas atividades diárias. Dessa forma, antes de comprar, confira o rótulo do alimento para escolher os nutrientes adequados , além de realizar exames médicos regularmente.

Por Selma Isis

Fonte: Vanderli Marchori- nutricionista