Conheça os perigos da malhação em excesso


Quem costuma ir regulamente à academia, com certeza deve conhecer algum frequentador que praticamente “mora” no local, já que se exercita diversas horas todos os dias. Na ânsia de obter um corpo “sarado”, algumas pessoas acabam exagerando na quantidade de atividades físicas e ultrapassando os limites do próprio corpo.

Dessa forma, elas podem entrar no denominado “overtraining”- uma espécie de compulsão que acontece quando uma pessoa se exercita de maneira exagerada e passa a ter sérios problemas de saúde.

Especialistas apontam de que é preciso ficar atento a esse problema. Além das contusões musculares, essa síndrome vem acompanhada de males diversos, como depressão, falta de apetite e ansiedade.

As pessoas com overtraining também apresentam mudanças hormonais devido ao excesso de exercícios, tendo como sintomas a queda de cabelo e enfraquecimento das unhas. Dessa forma, trata-se de uma doença que precisa ser tratada, necessitando de medicamentos, repouso e até mesmo acompanhamento psicológico.

Importante ressaltar de que nem toda pessoa que malha muito possui esse problema, porém, existem outras que podem desenvolver esse mal caso não recebam orientação médica e psicológica.

Dessa forma, para não desenvolver o problema, especialistas recomendam ter moderação na hora de malhar e respeitar os limites do corpo. Segundo pesquisas realizadas entre profissionais da saúde, as pessoas que mais apresentam overtraining são mulheres e homens com idades de 20 a 45 anos.

Isso acontece porque é nessa fase que as pessoas têm uma maior preocupação com a aparência, para serem mais aceitas na sociedade. A partir daí, em busca de um corpo perfeito, passam a abusar do próprio organismo.

Segundo os médicos, as principais contusões das pessoas que malham compulsivamente ocorrem no joelho. Mas, muitos pacientes também reclamam de dores nos ombros, tornozelo e coluna.

Profissionais de Educação Física dão algumas dicas para os adeptos da malhação: A prática diária de uma hora e meia de exercícios já é o suficiente para o corpo. Isso acontece porque a partir daí o organismo não responde mais.

A malhação é importante para a saúde, porém é necessário que a pessoa encontre o seu equilíbrio, já que cada corpo responde de uma maneira. Dessa forma, especialistas dão as seguintes dicas para se exercitar corretamente:

-Procure dividir os exercícios com a parte aeróbica (esteira, bicicleta, corrida, aulas de jump ou step), mucular (levantamento de pesos) e finalizar com o alongamento. Importante ressaltar de que tudo isso deve ser feito mediante acompanhamento médico.

Especialistas recomendam a ir à academia três vezes por semana e sempre trabalhar músculos diferentes, fazendo aulas de aeróbica e exercícios localizados. Também é necessário realizar exames médicos pelo menos uma vez por ano.

Por Selma Isis