Chocolate Amargo: Consumido com moderação, traz benefícios à saúde


No próximo domingo, dia 08 de abril, é comemorada a Páscoa, época do ano que é uma verdadeira tentação para os fãs de doces e chocolates, já que as pessoas ganham ovos de chocolate de presente, sem falar que no almoço são servidas diversas sobremesas à base de chocolate.

Mas, pesquisas divulgadas recentemente, mostram que o chocolate pode ser um bom aliado para a saúde, entretanto, é bom deixar claro aos chocólatras de que se trata somente do chocolate amargo. Isso acontece porque esse tipo de chocolate conta com maior número de cacau em sua composição, visto pelos médicos como um alimento do bem.

Estudiosos da Universidade Colônia, na Alemanha divulgaram uma pesquisa recente que constata que se forem consumidos diariamente seis gramas de chocolate amargo, ocorre a redução dos níveis de pressão arterial.

Isso acontece pela alta concentração de flavonoides, encontradas no cacau, e que estão em maior quantidade no chocolate amargo. Os flavonoides reduzem a pressão arterial pelo fato de fazer com que o organismo aumente a produção de um vasodilatador natural, o óxido nítrico.

Em outra universidade conceituada do continente europeu, a Universidade Real de Copenhague, na Dinamarca, publicou um estudo revelando que o chocolate amargo ajuda a aumentar a sensação de saciedade. Isso significa que esse tipo de doce ajuda a reduzir a fome, tanto pelo fato de conter alto teor de fibras, como a suspeita de que ele contenha substâncias que produzem efeito semelhante às anfetaminas, inibindo o apetite.

Uma terceira pesquisa divulgada no final de março pela Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, também constatou de que as pessoas que consomem regularmente o chocolate amargo são mais magras, já que tinham um índice de massa corporal menor do que aquelas que não o incluíam em sua dieta.

Os pesquisadores notaram que se o chocolate amargo for consumido com moderação, ele se relaciona com algumas mudanças no metabolismo, pois beneficiam a pressão arterial, bem como os níveis de colesterol e aumenta a sensibilidade à insulina, reduzindo o risco de diabetes.

A pesquisa avaliou 1.018 pacientes, de ambos os sexos, com idade média de 57 anos, que deviam responder a respeito de sua alimentação, além de terem o seu Índice de Massa Corporal (IMC) avaliado. Dessa forma, foi constatado de que as pessoas que consumiam o chocolate amargo contavam com o IMC mais baixo do que aqueles pacientes que o consumiam com menos frequência.

Importante ressaltar de que já foram apontados outros benefícios do chocolate amargo, como: redução do risco de Acidente Vascular Cerebral (AVC); melhora a visão; melhora o raciocínio lógico; provoca o bom humor; pode controlar a tosse e protege a pele.

No mercado existem diversas opções em barras de chocolate amargo, de marcas como Garoto, Lacta, Cacau Show, Kopenhagen, entre outros, com preços para todos os bolsos. Mas, como estamos na semana de Páscoa, nada melhor do que comer o doce na forma de ovo.

Muitos fabricantes passaram a oferecer ovos de chocolate na versão em chocolate amargo, como o ovo Talento Intense, da Garoto, com o preço sugerido de R$ 30,49, o ovo Alpino Dark, da Nestlé, que tem preço sugerido de R$ 29,90.

Mais informações sobre os produtos nos sites:

Chocolates Garoto: www.garoto.com.br

Chocolates Nestlé: www.nestle.com.br

Por Selma Isis