Tire suas dúvidas sobre o clareamento dental, tratamento preferido das famosas


O que a apresentadora de TV Adriane Galisteu, a ex-BBB Anamara e a loira do Tchan, Karol Loren têm em comum ? Sorrisos branquíssimos, obtidos através da odontologia estética. O que muita gente não sabe, é que as técnicas de clareamento dental são mais acessíveis do que se imagina.

Essa é a especialidade do dentista paranaense Dr. Bruno Roberto Matos, que costuma indicar o clareamento caseiro para seus pacientes. Esse tipo de tratamento é feito com o uso de uma placa de silicone com material clareador (peróxido de carbamida), durante o período da noite ou pelo tempo mínimo de três horas diárias.

Dependendo do grau de escurecimento dos dentes, os pacientes devem usar a placa de uma semana até 20 dias. Antes do paciente utilizar a placa, é feita uma avaliação completa do estado dos dentes, o registro da cor inicial e se o paciente possui dentes escurecidos por tratamento de canal.

“Nesse caso, é feito o clareamento caseiro, e em seguida um específico para o dente que passou pelo tratamento de canal, porque esse dente precisa ser clareado de dentro para fora. Isso acontece porque o tratamento de canal remove a polpa dental responsável pela vitalidade do dente”, explica o profissional.

Após a avaliação, é feita uma limpeza profunda nos dentes, para remoção das placas bacterianas e aplicação de flúor. Em seguida o dentista faz o molde da arcada dentária do paciente, para a confecção da placa de silicone.

Assim que o dentista confecciona a placa, entrega o produto (kit de tratamento para o paciente fazer em casa). O paciente recebe as bisnagas de aplicação do produto aos poucos, para que se possa fazer o controle.

Durante o tratamento, o paciente deve fazer visitas periódicas ao dentista para que ele avalie o processo e indique se deve prosseguir ou não com o tratamento. O profissional aproveita e compara a cor dos dentes clareados com a cor original. “Também trato uma arcada por vez, para que o paciente perceba o resultado, porque o clareamento é feito aos poucos”, explica Matos.

O dentista também recomenda que seus pacientes, durante o tratamento, evitem fumar, tomar café e líquidos com corantes, como sucos artificiais e refrigerantes. “O produto dilata os poros dos dentes para promover a limpeza, mas o deixa vulnerável a esses corantes”, justifica o profissional.

O tratamento só tem uma contraindicação: todas as obturações de amálgama e resinas devem ser trocadas. “O amálgama, principalmente, já que o paciente optou por ter dentes brancos”, expõe o dentista.

Para os fumantes que pretendem clarear os dentes, o dentista aconselha abandonar o vício. “É porque esse tratamento não é definitivo. É normal o dente escurecer, mas no caso dos fumantes, o escurecimento é mais rápido e eles têm que refazer o tratamento depois de um ano, enquanto que os não fumantes só precisam fazer depois de três anos”, comenta.

Mas para quem pretende sorrir mais e contar com um importante cartão de visitas, qualquer sacrifício vale a pena: “Tive uma paciente que deixou de fumar, porque ela interrompeu o uso do cigarro durante o tratamento, e ao voltar a fumar sentiu ânsia, abandonando o hábito definitivamente”, relata o dentista.

Por Selma Isis