Smartphones ainda vendem pouco no Brasil – Veja pesquisa


Apesar de ser um país onde pelo menos 71% dos brasileiros possuem pelo menos um aparelho de telefone celular, segundo uma pesquisa do IBOPE Inteligência, divulgada no dia 07 de março, somente um em cada dez proprietários de aparelhos celulares no Brasil possui um smartphone.

Mesmo sendo o tipo de aparelho cujas vendas mais crescem em todo mundo- para se ter uma ideia, as vendas de smartphones cresceram 35% em 2011 no mundo, os celulares inteligentes ainda não vingaram no Brasil.

Em um universo com 245,2 milhões de linhas ativas de celulares, segundo informações divulgadas pela Anatel em janeiro, a pesquisa feita pelo IBOPE Inteligência constatou de que somente 9% de seus entrevistados tinham intenções de trocar o aparelho atual por um smartphone.

A pesquisa do instituto entrevistou mais de dois mil brasileiros, de ambos os sexos, com idade acima de 16 anos, pertencentes às classes sociais A,B, C, D e E. O estudo do IBOPE foi feito em parceria com a Worldwide Independent Network of Market Research (WIN), que por sua vez, realizou entrevistas com mais de 40 mil usuários de telefones celulares em 44 países.

Dessa forma, o levantamento expôs o abismo tecnológico que existe ainda entre o Brasil e os países mais desenvolvidos tecnologicamente, já que em diversos fóruns de discussão na internet, usuários expõem a má qualidade dos serviços oferecidos em telefonia celular- em especial a internet 3G disponível para os smartphones, que são mais lentas e caras em comparação aos serviços oferecidos em outros países.

Além disso, os preços dos smartphones cobrados no país são muito mais caros do que nos outros países. Para se ter uma ideia, o novo iPhone 4S 32 GB desbloqueado é vendido no Brasil pelo preço equivalente a US$ 1.650, enquanto que nos Estados Unidos, o aparelho sai por apenas US$ 815. E até mesmo em países da Europa, que possuem um elevado custo de vida, o iPhone 4S ainda sai bem mais em conta do que no Brasil.

Na Inglaterra, o aparelho da Apple é vendido pelo preço de US$ 950; na Alemanha por US$ 983 e na Itália por US$ 1036. Fatores como os impostos vigentes no país, a demanda pelo produto e concorrência fazem com que o preço do iPhone no Brasil seja estratosférico, em um valor muito acima do orçamento de grande parte dos brasileiros que recebem um salário mínimo de R$ 622,00.

Se você está no universo dos usuários de telefones celulares que deseja adquirir um smartphone nos próximos meses, é importante pesquisar para conferir se o preço do produto se enquadra em seu orçamento e se os recursos oferecidos pelo aparelho são adequados às suas necessidades.

Para quem está ingressando no universo dos smartphones, um aparelho indicado pode ser o ZTE X850, que é barato, mas muito criticado por usuários de aparelhos mais incrementados. Equipado com o sistema operacional Android 2.1, possui câmera de 2.0 megapixels, conexão wi-fi, Bluetooth, rádio FM, entrada USB, sincronização com PC, entre outros.

Por ser comercializado com um preço inferior a R$ 300, ele costuma se esgotar nas grandes lojas, como no site do Extra, onde ao realizarmos a pesquisa de hoje, encontrava-se indisponível em estoque.

Na pesquisa de hoja, o blog encontrou o produto à venda em lojas virtuais de menor porte, como na Webfones, que vende do smartphone ZTE X850 por R$ 289,00: www.webfones.com.br

Outra loja virtual que oferece o aparelho da ZTE é a Mouratec, que vende pelo preço à vista de R$ 267,93: www.mouratec.com.br
 

Por Selma Isis