Reeducação Alimentar X Dietas Milagrosas: Como emagrecer de forma saudável


A cada verão, costumamos nos deparar com os mais diversos tipos de dietas que prometem emagrecer em pouco tempo. Esses métodos ditos revolucionários costumam ser muito procurados durante esse período, em especial pelas mulheres, que desejam atingir a forma ideal para usar o biquíni, de maneira rápida, e de preferência, sem muito esforço.

Além da preocupação em obter o corpo perfeito, a população brasileira adulta vem engordando. Segundo dados divulgados pelo Ministério da Saúde, pelo menos 15% dos brasileiros são obesos e quase a metade, 48,1% está acima do peso ideal. Para se ter uma ideia, em 2007 a proporção era de 11,4% para obesidade e 42,7% para excesso de peso.

Acontece que os médicos andam muito preocupados devido ao comportamento de muitos pacientes, já que é cada vez maior o número de pessoas que procuram métodos para emagrecer sem esforço.

E para alcançar esse objetivo, partem para as dietas milagrosas, muitas vezes evitando consumir alguns alimentos que são importantes para a saúde. Mas na verdade, essa atitude só serve para aumentar a compulsão e consequentemente, a desistência da dieta.

Segundo Dra. Juliana Trevilini Garcia, nutricionista funcional, isso acontece porque quando nos privados de algo ficamos com uma vontade maior de burlar as regras, e no caso da comida, não devem ocorrer proibições, já que precisamos comer durante toda a vida.

Outro problema da restrição do consumo de certos alimentos é o desequilíbrio do organismo, desencadeando problemas como ressecamento da pele, cabelos quebradiços, unhas fracas, além de distúrbios emocionais como depressão e ansiedade.

Para a nutricionista, o processo de emagrecimento deve ser prazeroso, e não uma terapia de choque. E para perder peso, não basta somente emagrecer o corpo, mas sim modificar os pensamentos e comportamentos perante à comida, adotando os seguintes hábitos:

Conhecer e quantificar os alimentos, para que possa saber o que se pretende comer, manter uma frequência de alimentação, bem como saber administrar as exceções. Para a Dra. Juliana, as principais dificuldades para quem pretende mudar os hábitos são a falta de planejamento e as expectativas que as pessoas criam para emagrecer, acreditando que podem emagrecer 10 quilos em um mês.

Para emagrecer com saúde, a especialista recomenda fazer modificações planejadas e graduais, visando perder peso e permanecer saudável de maneira saudável. E para isso é preciso adotar um estilo de vida saudável, adotando uma reeducação alimentar, isso porque o que engorda realmente não é o alimento, mas sim a forma que comemos.

Dessa forma, para emagrecer com saúde, a nutricionista expõe que é preciso, além de adotar uma alimentação saudável, adotar a prática de exercícios físicos regulares, bem como saber lidar com sentimentos que podem levar a pessoa a se alimentar em excesso, como solidão, tristeza e ansiedade.

E para obter isso tudo é necessário uma mudança de hábitos, implicando muita perseverança, disciplina, comprometimento, bem como ter consciência dos benefícios da mudança. Dra. Juliana ressalta que se a pessoa comer moderadamente, nos horários, porções e formas adequadas, não é preciso restringir nenhum tipo de alimento. Com isso a reeducação alimentar vira uma adaptação, um estilo de vida, ao invés de tortura.

Por Selma Isis