Pholia Negra emagrece? Conheça as propriedades desse fitoterápico


Mais um Carnaval se aproxima e muitas mulheres intensificam sua rotina de exercícios e atividades físicas para ficarem com o corpo enxuto para a maior festa popular do Brasil e fazer bonito na avenida, nos blocos e bailes carnavalescos, bem como arrasar nas praias desfilando com o biquíni.

Como faltam poucos dias para o próximo feriado prolongado, mesmo para quem já pratica atividades físicas e mantém uma alimentação equilibrada, “aquelas” gordurinhas extras cismam em permanecer no lugar.

Graças aos avanços da medicina cosmética, foram desenvolvidos fitoterápicos que ajudam a combater a gordura localizada e o excesso de peso. Uma das novidades é o fitoterápico Pholia Negra.

Extraída de ervas brasileiras, o Pholia Negra age no organismo retardando o esvaziamento gástrico. Isso quer dizer que o alimento ingerido demora mais tempo para passar pelo estômago e pelo intestino, o que prolonga a saciedade.

O fitoterápico foi alvo de pesquisas no ano passado pelo Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia Universidade de São Paulo (USP), onde constatou que após testes em animais, o Pholia Negra age de forma parecida com a sibutramina, com resultados que apareceram em 30 dias, mas com uma vantagem de ser extraída de plantas naturais, o que minimiza os efeitos colaterais em relação às fórmulas de emagrecer convencionais.

Além disso, foi constatado de que o Pholia Negra possui propriedades anti-inflamatórias e anti-oxidantes, evitando a degradação das células. Após dez meses de pesquisas, o Departamento de Medicina Veterinária da USP concluiu que a erva possui propriedades fitoterápicas e que pode ajudar no emagrecimento, podendo reduzir o sobrepeso em mais de 10%.

Segundo a bióloga Maria Martha Bernardi, coordenadora dos testes do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina Veterinária da USP, o estudo teve como objetivo constatar se a Pholia Negra contava com propriedades emagrecedoras eu se oferecia algum efeito tóxico ou colateral.

A conclusão feita pelos pesquisadores é que o Pholia Negra ajuda a emagrecer, mas como ele ainda não foi registrado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) como medicamento, é comercializado somente como insumo, ou seja, não é um produto acabado. Por isso, os interessados em consumir o fitoterápico devem se consultar com um médico especialista para que ele prescreva uma receita médica para ser entregue às farmácias de manipulação que comercializam o Pholia Negra.

Em geral, os médicos indicam o consumo do fitoterápico para complementar uma dieta de baixas calorias. A quantidade recomendada é de dois comprimidos diários, de 100 mg cada, que devem ser tomados 15 minutos antes do almoço e do jantar. Importante ressaltar de que mulheres grávidas ou que estejam amamentando não devem tomar o Pholia Negra.

Normalmente as farmácias de manipulação comercializam o Pholia Negra em embalagens com 60 cápsulas de 100mg cada, com o preço médio de R$ 60,00. Vale lembrar de que o fitoterápico é vendido apenas com prescrição médica em farmácias de manipulação homologadas.

Uma lista de farmácias de manipulação autorizadas a comercializar o Pholia Negra está disponível no site: www.pholianegra.com.br

Assim como qualquer outro produto para emagrecer, o paciente também deve fazer a sua parte para perder peso de uma forma eficaz: procurar manter hábitos de alimentação saudáveis, bebendo muita água e ter uma dieta rica em frutas, verduras e legumes, além de procurar fazer pelo menos 30 minutos de atividades físicas diárias.