Inmetro divulga a lista dos carros nacionais mais econômicos


Com o trânsito das grandes cidades cada vez mais congestionado, naquele anda e para típico, que irrita até o mais calmo dos motoristas, os carros que possuem um baixo consumo de combustível estão cada vez mais procurados e valorizados.

Para quem precisa circular principalmente na cidade, em tarefas corriqueiras, como ir e voltar do trabalho, levar as crianças para a escola, ir ao supermercado, a economia de combustível é levada muito mais em conta do que a potência do motor, já que no trânsito urbano, dificilmente se passa dos 50 km por hora nos locais mais movimentados. Sem falar que o anda e para do trânsito exige muito do motor, o que o faz aumentar o consumo de combustível.

Dessa forma, para quem necessita de um automóvel econômico, terá a partir de abril deste ano, uma grande ajuda do INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia), pois os veículos zero quilômetro passarão a ser vendidos com o selo indicador do consumo do Instituto.

Bem parecidos com os selos que indicam o consumo de geladeiras, classificam os veículos em categorias que vão da letra “A” (mais econômico) até a letra “E” (maior consumo)e ficarão expostas no para-brisa do veículos novos nas concessionárias. Com isso, para quem pretende comprar um veículo novo e que tenha baixo consumo de combustível, o ideal é optar pelos produtos que tenham sido classificados até a categoria “B”, no máximo.

Por enquanto os veículos que receberão as etiquetas do INMETRO são somente de algumas montadoras, já que o programa está em fase experimental. Mas, apesar da avaliação ser voluntária, as montadoras que se comprometeram a participar deverão participar em todos os futuros testes do INMETRO, já que o instituto pretende realizar esse procedimento anualmente.

Na avaliação feita neste ano, que está em sua quarta edição, participaram oito montadoras voluntárias: Fiat, Renault, Volkswagen, Honda, Ford, Toyota, Peugeot e Kia. Dentre os modelos mais econômicos, o líder continua sendo a versão anterior do Fiat Uno, o Fiat Mille Economy 1.0, que obteve nota “A” do INMETRO por fazer de 8,9 a 12,7 quilômetros por litro na cidade e de 10,7 a 15,6 quilômetros por litro de combustível (etanol/gasolina).

O segundo automóvel mais econômico também pertence à montadora italiana Fiat: o novo Fiat Uno Evo Economy 1.0, que recebeu nota “A”, que consegue rodar de 8,7 a 12,5 quilômetros por litro na cidade e 10,7 a 15,6 quilômetros por litro na estrada consumindo etanol/gasolina.

A medalha de bronze fica para o Volksvagen Gol Geração 4 Ecomotion 1.0, que roda de 8,4 a 12 quilômetros por litro de etanol/gasolina na cidade e de 9,8 a 14,1 quilômetros por litro na estrada.

Outros modelos de veículos que tiveram boa avaliação e receberam nota “A” pela economia de combustível são: Renault Sandero 1.0 16V, que fez de  8 a 12,1 km/l na cidade e de 8,8 a 13 km/l na estrada; para todas as motorizações do Honda Fit, que fez de 8,1/11,8 km/l na cidade e 9,2/13,3 km/l na estrada.

Mas não são só os carros compactos que são mais econômicos: os modelos Volkswagen Polo Bluemotion, Fiat Siena Fire, Renault Logan, Honda Civic, Toyota Corolla, Renault Fluence e Ford Fusion também receberam a nota “A”. Em média, esses modelos fizeram de 7 a 12 km/l na cidade e de 10 a 14 km/l na estrada.

Veja neste artigo, a lista dos 17 carros mais econômicos de 2012.

Por Selma Isis


1 comment

  1. viaki disse:

    que bom que divulgarão essa lista por que assim podemos saber qual carro comprar e saber que carro é economico por que sempre temos essa duvida de qual carro é mais economico.
    valeu pela noticia.

Comments are closed.