Cuidado na hora de pesquisar sobre doenças na internet


Com o avanço das novas tecnologias e com a internet cada vez mais acessível a pessoas de todas as classes sociais, surgiu um novo hábito que está cada vez mais presente em nosso dia a dia: a pesquisa sobre doenças e tratamentos pela rede mundial de computadores.

O hábito está tão comum que muitos internautas chamam o mais conhecido site de buscas como o Dr. Google. Esse costume pode até ajudar o internauta a compreender como algumas doenças e problemas de saúde se manifestam, porém podem induzi-lo a fazer diagnósticos equivocados, onde ele pode acreditar que está com essa doença.

Especialistas advertem que doenças como a dor de cabeça, por exemplo, podem indicar problemas diversos, pode ser desde um sintoma de uma doença simples, que pode ser tratada com uma simples aspirina, mas pode ser um tumor cerebral, que necessita de um tratamento específico.

Além disso, o internauta que realiza essas pesquisas sem se consultar anteriormente com um médico pode chegar a imaginar de que está realmente doente depois de ler algumas informações na internet. E o pior: pode optar pela automedicação, procedimento perigoso e inconsequente, que pode provocar efeitos colaterais indesejados.

Mas a internet não deve ser encarada como vilã. Muitos especialistas consideram de que a rede mundial de computadores pode ser uma grande fonte de informações, mas que deve ser consultada quando depois que o internauta tenha passado por uma consulta médica e recebido o seu diagnóstico.

Isso porque com o diagnóstico em mãos, o paciente pode navegar pela internet para tentar compreender um pouco mais sobre a doença, o que pode ajudar no tratamento. Os médicos também advertem sobre aquele costume que muitos pacientes têm em abrir exames médicos antes da consulta e tentar interpretar os resultados com ajuda da internet.

Trata-se de um procedimento perigoso, pois se um leigo tentar interpretar termos médicos, pode levar a erros sobre as doenças, já que existem muitos termos da Medicina que não são conhecidos pelo público leigo. Dessa forma, em caso de dúvida, consulte sempre o seu médico.

Leia a seguir algumas dicas para pesquisar sobre doenças na internet:

Procurar um médico também é o primeiro passo quando você sentir qualquer alteração na sua saúde. Isso porque os sites na internet apresentam os sintomas das doenças, mas não têm a capacidade de diagnosticá-las com eficácia.

Outra dica é que quando você for fazer a pesquisa sobre doenças na internet, procure dar preferência para sites que pertençam a sociedades médicas sobre a especialidade na qual deseja obter mais informações. Esse cuidado ajuda a evitar ler dados equivocados sobre certas doenças.

Participar de fóruns de discussão sobre determinadas doenças na web também é uma atividade interessante, pois ajuda a trocar experiências e discutir sobre sintomas e tratamentos com outros participantes.

Quando for se informar a respeito de alguma doença na internet, não fique pensando de que está com ela só pelo fato de estar com alguns sintomas. Isso pode provocar um nervosismo desnecessário ou agravar problemas de saúde. Nesse caso, anote os sintomas e apresente-os na hora em que for se consultar com o seu médico.

Por Selma Isis