Alimentos que fazem bem ao coração: ainda são pouco conhecidos pelos cardíacos

Além de garantir a nossa sobrevivência, os alimentos são importantes aliados para se obter uma melhor qualidade de vida. Consumindo-os adequadamente e nas porções adequadas, garantem nutrientes importantes para a nossa saúde, fortalecendo o nosso corpo contra uma série de doenças, inclusive as do coração, a principal causa de mortes em todo o mundo no ano de 2008, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Porém, uma pesquisa divulgada em agosto pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo mostrou de que os cardíacos possuem poucos conhecimentos sobre os alimentos que podem prevenir e ajudar no tratamento das doenças do coração.

A pesquisa foi realizada em cerca de 50 pacientes cardiopatas do hospital estadual Dante Pazzanese, referência no tratamento de doenças cardiovasculares situado em São Paulo (SP). Os pacientes responderam um questionário perguntando se eles conheciam pelo menos um alimento em uma lista de 17 itens mais indicados no cuidado com o coração, porém, desconheciam os benefícios da maioria absoluta desses alimentos.

Além disso, os pesquisadores notaram que a maioria dos pacientes desconhece a quantidade ideal de ingestão de cada tipo de alimento, Segundo o estudo, os alimentos que fazem bem ao coração, chamados de cardioprotetores mais consumidos pelos entrevistados e com as porções recomendadas, foram: o azeite de oliva (87,23%), alho (82,98%), semente de linhaça (76,60%), os produtos integrais (72,34%) e aveia (70,21%).

A equipe de nutricionistas do hospital realiza um trabalho de orientação alimentar com os pacientes, que costuma incluir na dieta dos pacientes cardíacos alimentos que fazem bem ao coração, como: peixes como atum, sardinha e salmão; margarina com fitosteróis (que reduz o mau colesterol); suco de uva; tomate; iogurte; óleos vegetais; cereais e produtos integrais; soja; aveia; abacate; alho; azeite de oliva; chocolate amargo; e chá verde.

Os alimentos que fazem bem ao coração possuem compostos bioativos que atuam na redução da pressão arterial; no colesterol LDL, também conhecido como colesterol ruim; das triglicérides e manutenção do peso. Além disso, eles ajudam a melhorar o colesterol bom, o HDL, bem como reduzem o acúmulo de gordura nas veias de circulação sanguíneas, evitando a formação de coágulos, e consequentemente, os derrames.

A responsável pela pesquisa no hospital da capital paulista foi Renata Alves, nutricionista, que apontou que alguns desses alimentos que fazem bem ao coração contam com mais de um composto, trazendo benefícios às pessoas com problemas cardíacos.

Porém, para obter todos esses benefícios, a nutricionista recomenda o consumo freqüente e de preferência, com avaliação e acompanhamento de um nutricionista. A nutricionista explica que o tratamento clínico aliado a uma dieta saudável melhora o quadro geral do paciente cardíaco, além de possibilitar uma melhor qualidade de vida.

A nutricionista do Dante Pazzanese divulgou algumas dicas para incrementar os alimentos que fazem bem ao coração na alimentação do dia-a-dia:

No café da manhã, ao invés de comer o pão francês tradicional, substitua-o por pão integral. No caso do leite integral, troque pelo desnatado ou queijo branco. Troque o café por chá verde e escolha frutas da época.

Já no almoço e jantar, dê preferência sempre ao arroz integral, bem como peixes e frangos grelhados, verduras cruas e cozidas, temperadas com alho e azeite. Procure misturar uma colher pequena de farinha de linhaça na refeição do almoço, que ajuda a reduzir a absorção de gorduras.

Por Selma Isis