Consumo de sibutramina no Brasil (inibidores de apetite)

O Brasil é hoje responsável por 55% do consumo de sibutramina em todo o mundo. Segundo informações divulgadas por instituições internacionais, em 2009 foram produzidas cerca de 9,7 toneladas do medicamento Sibutramina.

Só para efeito de comparação, o Brasil consome por ano, cerca de 5 toneladas, enquanto os Estados Unicos (país que tem um grave problema de obesidade), consome apenas 170 kg de sibutramina, cerca de 3,5% do total que é consumido no Brasil. O Brasil é hoje o país que mais consome sibutramina no mundo.

O assunto é muito polêmico, segundo alguns estudos, o uso de sibutramina em pacientes com risco de problemas cardiovasculares, podem ocasionar diversos problemas sérios.


O medicamento já foi proibido em países da Europa, Estados Unidos e diversos países da América Latina (Argentina, Chile, Colômbia, México, Panamá e Uruguai). O Brasil deve seguir o mesmo rumo, proibindo totalmente a comercialização deste medicamento no país.