Proibida a venda da Caralluma Fimbriata e Divine Shen no Brasil


A Anvisa proíbe oficialmente a venda do medicamento Caralluma Fimbriata e Divine Shen no Brasil, a partir do dia 26/12/2010. O medicamento Caralluma Fimbriata, era vendido sem receita médica no Brasil, tanto em farmácias como em farmácias de manipulação, sempre com a promessa de emagrecer, sem fazer mal a saúde.

Uma matéria, apresentada uma semana antes no programa Fantástico da rede globo, mostrando que o Instituto de Criminalistica de São Paulo, encontrou a substância Sibutramina em amostras do Divine Shen (um outro medicamento utilizado para auxiliar na dieta), que é vendido como se fosse a base de Laranja, importada da China.

Sibutramina:
Produzida em laboratório, a Sibutramina é de uso controlado no Brasil, ela foi proibida em vários países e pode causar enfarte e derrame.

Agora, ninguém mais pode vender o Divine Shen em território brasileiro. A venda da Caralluma também foi proibida no Brasil, e as autoridades emitiram um alerta, (recomendando que as pessoas abandonem o uso do produto). Como não tem registro no ministério público, a Caralluma não pode ser importada, nem fabricada e manipulada no Brasil.

A Punição para quem vender a Caralluma no Brasil, vai desde advertência até multa, com valores que podem chegar a R$ 1,5 milhão.